7 de dez de 2010

Falando em alimentação


Cada corpo é individual e não se tem um cardápio fixo para todos. Existem algumas regras, com elas você observa seu corpo, sua intuição e faz seu próprio cardápio, procurando variar ao máximo.
SUGESTÃO: 
Em jejum: suco de frutas ou mesmo água, frutas, pão integral (torrado), se quiser pode usar patê, geléia, ricota etc. Variar com mandioca, inhame ou cará.
Almoço: O máximo de salada crua até alcançar 80% de toda a refeição. Como complemento acrescente: um cereal (arroz, aveia, milho, trigo, sorgo, triguilho, canjiquinha, centeio, etc.) Uma leguminosa verde ou brotada (os verdes são os que ainda não estão secos). As verduras devem ser cozidas a vapor, quando não cruas.

CLASSIFICAÇÃO DOS ALIMENTOS:
Frutas ácidas: abacaxi, tangerina, framboesa, jabuticaba, laranja, limão, romã, nêspera, ameixa-preta, ameixa-amarela, cidra, lima, marmelo, etc.
Frutas semi-ácidas: caju, caqui, cereja, damasco, goiaba, maçã, maracujá, manga, pêra, pêssego, uva, morango, carambola.
Frutas doces: banana, figo, mamão, tâmara, cana, melancia.
Frutas oleaginosas: abacate, amêndoa, avelã, azeitona, coco, noz.
Frutas secas: ameixa, damasco, pêssego, figo, tâmara, uva, pêra.
Hortaliças: alho, cebola, beterraba, cenoura, chuchu, nabo, couve – rábano, rabanete, abobrinha, pepino, palmito, tomate, pimentão, abóbora, berinjela, quiabo, brócolis, couve-flor, jiló.
Leguminosas: Ervilha, fava, lentilha, feijão, soja, grão de bico, etc.
Verduras: agrião, aipo, acelga, alface, cebolinha, chicória, azedinha, espinafre, ervilha-verde, salsa, salsão, rúcula, vagem, couve, repolho, dente-de-leão.
Feculentos: Mandioca, batata doce, batata inglesa, taioba, cará, inhame, mandioquinha.

OBS.: É importante comer em ambiente agradável, afastado de problemas.
Mastigue bastante, porque os alimentos precisam ser bem quebrados para que os sucos digestivos possam atuar melhor.
NUNCA misture líquidos com alimentos sólidos. Os líquidos irão diluir o suco gástrico tão necessário para uma boa digestão. Então suco, água e chás deverão vir meia hora antes ou 2 horas após os sólidos.
Beba água em abundância, mas não esqueça: LONGE DAS REFEIÇÕES.
À noite procure alimentos mais leves para não sobrecarregar o aparelho digestivo que também precisa repousar.
EVITE:
Comer fora de hora.
Misturar frutas ácidas com doces  Tomate com limão.
Carnes de qualquer espécie, inclusive peixes, frangos, bacon, salames, atum, etc.
Enlatados, cigarros, refrigerantes, bebidas alcoólicas, pimenta, margarina, temperos picantes, manteiga industrializada, fritura, chocolate, corante, temperos industrializados, vinagre, guaraná em pó, etc.
Misturar amidos com feculentos.
Comprar produtos sem saber a procedência e sem ler sua composição.
Queijos tipo: provolone, lanche, defumados, enfim laticínios industrializados.
Misturar frutas com verduras, exceto maçã, abacate e banana.
Descascar verduras, frutas, raízes etc. 
Cozinhar demais os alimentos - Ferver o leite de coco, azeite, misso, óleos, etc.
Alimentos muito quentes ou muito gelados.
Banhos quentes como também banhos depois das refeições.
As sobremesas que são deliciosas causam fermentação.
Congelados – microondas – bombril – detergente.

Observações GeraisProcure lanchar frutas ou sucos de frutas.
Jantar com alimentos mais leves como frutas, pão integral, sopas, saladas cruas ou mesmo verduras cozidas.
Todas as hortaliças e verduras citadas podem ser comidas CRUAS. ATENÇÃO: Procure não comer mais do que o necessário, aí estão sugestões, mas não significa comer tudo ao mesmo tempo.
Fonte: Suzete é Naturopata, Iridóloga e Instrutora dos Exercícios Visuais. Autora do livro: Cuide de Seus Olhos. www.saudeintegral.com.br

Um comentário: